Os 8 erros de aquisição

ERRO N° 1
Priorizar sua marca em detrimento da experiência do usuário

Muitas empresas ainda pensam que seus clientes potenciais estão esperando pacientemente por uma notificação sua. No entanto, a situação mudou. Todos recebemos centenas de notificações todos os dias, de empresas, amigos ou desconhecidos. Essas notificações não só alteram nossa percepção das marcas, como também interferem no nosso tempo de avaliação disponível.

A única questão real que você deveria se perguntar se você quer se destacar é: O que eu quero que meus consumidores experimentem ou sintam? Seja honesto com eles. Se seus consumidores ainda não forem bem estudados em técnicas de marketing (isso é duvidoso), não cometa erros – eles serão no futuro e deixarão você saber disso.

ERRO N° 2
Não definir uma meta precisa

Você deveria configurar operações que gerem leads qualificados e maximizem viralização. Esses dois objetivos, no entanto, são bem distintos e é importante que você defina sua prioridade. Isso ocorre porque quanto mais você convida os usuários a se registrarem, menos viralização você vai receber de volta. Possibilite-se ter um tempo para reconsiderar seus objetivos, e aceite o fato de que você não pode fazer tudo, mas o que você escolher, fará direito.

Além disso, se você tentar criar valor no relacionamento que junta sua marca aos consumidores ou leads, não espere um ROI imediato ganhado através de operações oportunas (descontos especiais, apuramento de ações etc). Essa aproximação não serve para as mesmas funções e não vai gerar os mesmos resultados.

ERRO N° 3
Limitar sua análise racional a CPL (custo por lead)

É muito importante não reduzir aquisição a um simples CPL. A produção do seu lead vai ser influenciada pelo jeito que você o adquirir. Uma agência de viagens com quem nós conversamos recentemente nos informou que eles haviam comprado, por um preço imbatível, algumas milhões de leads co-registrados. Concedido, o CPL foi particularmente atrativo, porém usuários da internet não precisam se comprometer com nada para se registrarem nesse tipo de serviço. O resultado: depois de um ano, menos de 9% desses leads visitou o site.

ERRO N° 4
Recrutar com subterfúgio

Algumas empresas oferecem um forte incentivo, não relacionado ao seu ambiente de negócios, para recrutamento massivo com o custo mais baixo possível. No entanto, que tipo de relacionamento você imagina que vai forjar com a sua base de clientes, se seu recrutamento não é sobre seu produto, mas uma viagem ao Rio de Janeiro?

ERRO N° 5
Depender de apenas um canal

Normalmente é mais fácil concentrar seus esforços em uma ferramenta que te faça alcançar seus objetivos. Ao menos na superfície já que nada se mantém fixo no mundo digital. Como no caso do fabricante de piscinas que perdeu 70% do seu tráfego seguindo uma mudança em um algoritmo do Google, muitas pessoas viram seus modelos de negócios colapsarem. Essa questão é tão mais relevante dada a crescente influências da Google, Apple, Facebook, Amazon, Netflix, Airbnb, Tesla e Uber. Nós só podemos aconselhar prudência.

ERRO N° 6
Só olhar os indicadores pós-click ao seguir seus investimentos

É um eterno debate e certamente um dos mais complicados de gerenciar. Se um dos líderes de vendas privadas na indústria de viagens tivesse parado nessa lógica pós clique, a indústria nunca teria investido tanto quanto investiu em e-mail e certamente não teria se tornado a líder que é hoje. No entanto grande parte das empresas não apreciam o suficiente o impacto que o planejamento de mídia pode ter em sua conversão. Referindo-se a planos de mídia visíveis, aqueles por quais sua audiência pagou real atenção à sua mensagem, não aqueles que você acredita que sua audiência viu.

ERRO N° 7
Separar aquisição de CRM

Aquisição só pode ser feita dentro de uma perspectiva de CRM. Mesmo que você possa investir o máximo no melhor CRM, nada vai acontecer sem aquisição. Sua aquisição deve ser bem pensada e designada para alcançar uma necessidade específica: um serviço, uma oportunidade, reconhecimento etc. Um vendedor de carros desenvolveu um dispositivo de aquisição – conectado ao CRM – que reuniu os requerimentos dos usuários. Se uma nova chegada atende às necessidades que foram detectadas ou veiculadas, o usuário receberá um alerta customizado. A pontuação obtida dessa maneira tem sido bem acima dos padrões do mercado.

ERRO N° 8
Não customizar mensagens no ponto de contato

É normalmente necessário impactar um cliente potencial várias vezes antes de este consumidor fazer o esforço de visitar seu site. Quando você identificar que já os impactou, mude a mensagem. Pense naqueles telemarketings que te incomodam no trabalho. Nada é mais irritante do que ver alguém ou uma marca te seguir em todos os lugares constantemente com a mesma mensagem sem nenhuma referência sobre suas transações passadas ou relacionamento comercial. Hoje existem ferramentas de marketing disponíveis orientadas para as pessoas – use e faça o melhor uso delas!

Deixe um comentário